BSC

BSC#287 – Tabu: Ateísmo, crença ou descrença?

O BSC vai pesado e vem de tabu, desbravando as razões e questões envolvidas no ateísmo. O ateu é o anti religiões? O ateu é imoral? É uma ameaça? Não tem amor no coração?! É o anti cristo?!
O podcast vai explicar enquanto tenta entender, por que cargas d’água alguém seria ateu?! Não parece ser fácil tampouco parece haver vantagens… Será?!
Explicamos e fomos longe, do seu nascimento histórico até a morte de Deus por Friedrich Nietzsche. Desde quando é possível refutar Deus sem morrer, aliás, refutar que Deus?!
Fé, espiritualidade, religiões, deuses; coisas diferentes que se misturam. Separar o joio do trigo não foi fácil, inclusive porque ninguém sabe o que raios é joio, mas fomos entender com um puta time de estrelas: O doutor Octávio Rogens é um bom católico com formação e Thiago Zap é sacristão evangélico, Heitor Okimura, preguiçoso demais para pensar, e ainda temos o time dos ateus.
Ateus, agnósticos, sem religião… Politeístas, funkeiros e panteístas. Os mistérios da diversidade religiosa pelo mundo para muito além da manjadíssima moda ocidental do monoteísmo. E a ciência como fica em tudo isso?! Caberia Deus no Cosmos?!
Quais são as formas de reconhecimento do divino e os mistérios das religiões ateístas! Como pode haver religiões sem um Deus sequer pra mandar e desmandar?!
E em tempos de eleições pesquisas assustadoras assustam: o preconceito e a perseguição aos ateus pode ser o pior de todos os preconceitos. José Luís Datena já dizia: “Isso não é coisa de quem tem Deus no coração!” Cunhas, Garotinhos e os pilantras da igreja, a reflexão das igrejas como inevitáveis currais eleitorais. Teria Michel Temer, deus no coração?
Mapeamos os números do ateísmo no mundo, do Vietnã à Itália. A escolaridade influencia? Há maior taxa de depressão e suicídios entre ateus? E mais: os cientistas acreditam em Deus?! E também: O Supremo Tribunal Judiciário ainda bate cabeça, mas como será o ensino religioso nas escolas? Deve existir?! Queremos te ouvir ouvinte!

Scroll to top