A vida é um ciclo, e têm coisas que todo mundo passa. Bom, nesse caso, ao menos no Brasil, apenas se você for homem.
Dezoito anos e você já sabe: “compareça a Junta Militar mais perto de sua casa e aliste-se já, na Marinha, no Exército ou na Aeronáutica!” Faz diferença em qual? Não! Não para você, que quer fugir daquele lugar o quanto antes, aliás você precisava ter vindo mesmo?! Não dá para fugir para sempre como o primo foragido sem CPF do Raoni, a vergonha da covardia lhe alcança, ou os “homi” de farda.
São altas histórias e vários medos. E se você for pego?! Vai ter que limpar a privada com a escova de dentes? Com a sua escova de dentes!?
Não se preocupe com o que lhe espera! Foco no agora, monte seu plano estratégico para ser dispensado. Não tema o Sargento Tainha, não hesite nas respostas, não duvide de si no “exame do saquinho” (você nunca desejou tanto uma hérnia…) Foco. Não seja macho demais, atlético, ou piadista, afinal você não quer ir para a selva morrer de hipotermia quer? Faça os acreditar que você é incapaz de segurar uma arma, mesmo você tendo planejado o massacre em Realengo.
Ou então, por que você não aceita essa demanda? E assim uma boa carreira lhe espera… Servir o pais, entregar umas cestas básicas, proteger o Rio de Janeiro dos cariocas.
Mas o que significa reservista? Se tiver uma guerra ainda terei que lutar?! Como assim? Eu fui dispensado! Parabéns, o oficial raso em questão recusou sua genitália.

Hoje é papo sério… Se você é desprovido de beleza sabe muito bem que o mundo não possui nada de justo.
Afinal é uma vida inteira convivendo com estigmas, dificuldades, um universo belo e colorido que não quer transar com você… Bom, sempre aparece uns loucos, mas aí você já tem mais de 20 anos e já aprendeu a compensar sua triste lataria com uma personalidade carismática, exatamente como Marcão Nascimento e sua carcaça cansada.
Mas antes disso a vida é difícil, é na escola que a sociedade vai te encostando e você vai percebendo o seu lugar. Um dia você se dá conta que jamais alcançará seu sonho de ser a rainha do baile e sua mãe, tudo o que ela diz é mentira… Quem sabe ano que vem você até consiga fazer um amigo. É um programa carregado de tristezas que farão você sorrir e identificar a crueldade do mundo e também em sua face.
Se não bastasse o buffet de feiura a la Carte do BSC podcast ainda trouxemos um especialista da mais alta estirpe, um dos humoristas mais feios do Brasil, o mais horrível desde Adamastor Pitaco, Tiago Carvalho, do grupo 4 Amigos de Stand up. Ele veio dar aquele toque de exagero exagerado, o que já estava ruim, podia ficar muito pior.
E ainda: os traumas de Heitor Okimura, um menino diferente de olhos puxados, e a crueldade de Norman Novaes, este parece que não se enxerga…
Programa dedicado a todos os caralíticos deste mundão!

Que futuro nos espera?
Chão do banheiro aquecido, geladeira com frost free, e a torradeira tem wi-fi. Tudo parece uma maravilha. Faremos inúmeros robôs que substituirão os humanos em todas as tarefas humanas de maneira bem sucedida. Será?!
Não é o que pensa Morgan Freeman, o eterno Deus, a inteligência artificial vai nos aniquilar!
Saiba o que já existe de mais avançado em inteligência artificial. Os computadores dotados da habilidade de pensar do Google, Facebook e Tesla; e ainda, Elon Musk, o ativista de nariz fino a la Lex Luthor quer nos salvar. Precisamos pensar no futuro!
As experiências que não deram certo, os robôs que ao pensarem por si só se tornaram nazistas. O que impedirá que os robôs do futuro nos exterminem? Quem sabe até mesmo por bom senso, como o velho Ultron da Marvel.
E a grande pergunta: Será gostoso transar com um robô vibrante? E ainda: Heitor Okimura será substituído, é o Homem versus Máquina, uma competição se inicia.

Já pensou em estudar? Estudar para ser “alguém” na vida? Ter aquele trabalhinho hoje, para se ter um melhor trabalhinho amanhã?
Mas aí você se dá conta que tem que saber escrever, que esse é o degrau número 1 dos estudos, e que você, já com 17 anos, bom… você não sabe escrever, não de verdade… A internet não te preparou para isso. Como você vai estudar se não sabe escrever?!
Pois não se aflija, você também não precisa saber escrever de verdade de verdade, é só chegar na hora da prova e seguir os moldes da única receita do único bolo que você precisa um dia fingir saber fazer. Qualquer coisa entre 6 e 30 linhas basta; sem fuga total do tema, sem grafitti, sem poesia e nem desenho, evite escrever em runas, pingar na prova ou colar a redação das férias de verão do Toshio. Você tem outra cor garoto, não vai colar. Aliás o Gui Preto veio.
Altos desentendimentos, tretas e balbúrdias. O Heitor não deveria ter diploma! Participação de Juliano Gaspar, humorista standuper, veio cumprir a cota dos sem diplomas com Raoni Nicolai… Por que os membros do programa insistem em entrar e sair durante a gravação?! É muita gente estranha passando por aqui. Será a desnutrição?! Foi a carência do lanche da merenda que deixou nossos filhos burros, ou somos só nós que sempre falamos erradus?!
Beijo Cabral! De Pedro a Sérgio, foi só pilhagem e Carnaval.

Há trabalhos e trabalhos, e alguns dão muito, muito trabalho. Mas não é só o trabalho, é o esforço, e ninguém gosta de se esforçar vai…
É muito difícil você passar uma vassoura de levinho, ou usar um torno mecânico tomando displicentemente uma brejinha gelada, ou então construir uma parede sem fazer muitos agachamentos, recolher o lixo sem nojinho então? Impossível! Pode até pular um bicho em você. O Di Cardoso surta!
São serviços nobres, serviços necessários, mas que tentamos evitar de fazer, alguns nem pagam tão mal se comparados com o auxiliar de qualquer coisa administrativo que ainda exige faculdade, mas vai ser limpeza, vai ser chão de fábrica, vai exigir muito esforço físico, sem glamour. Será? E o charme de um carteiro cantarolando na chuva dizendo f***-se para suas cartas?! E a leveza dos lixeiros em seus leves piques bem humorados?!
John Lennon já cantava “a working class hero is something to be” e há algo de muito honrado em trabalhar no país do roubo. É difícil, ninguém gosta convenhamos, e é por isso que temos que ter orgulho de bater cartão. Lembremos que o roubo também é uma forma muito peculiar de trabalho, que exige muito esforço, demanda altos riscos e é muito pouco produtivo socialmente, sem carteira assinada, não lhe assegura seus direitos, e daí como você vai se aposentar? Quer dizer, ninguém mais vai se aposentar.

Sabe quando, por falta de memória, você salva um arquivo no local errado de seu computador, e daí você esquece daquilo completamente a ponto de tocar a sua vida e jamais se lembrar desse evento?! Pois foi exatamente isso que aconteceu com esse programa.
Talvez seja o destino, o acaso, ou apenas uma desculpa mediana, mas acontece que o programa sobre atrasos sai somente agora muuuuito atrasado. Vários programas passaram na frente dele e ele ficou, até o momento em que alguém finalmente sentiu a sua falta. Conteúdo repetido, conteúdo ultrapassado, explicações ao léu, uma loucura para o seu sentido de tempo e senso de continuidade. Se o programa não possuísse o selo “Bom pra c*” você nem deveria ouvir, mas deve.
Ué, mas não tinhamos que ir em algum lugar? Eu acho que sim. Só digo uma coisa, não contem com Marcão Nascimento, o rei do descaso, quer dizer, do atraso… Nenhuma carona, programa, ou mesmo amizade vale com ele.
E mais: As Top 10 Cidades que mais ouvem o BSC podcast e também o Top 10 Países. Muitas surpresas, têm ouvintes colocando a cidade no mapa. E ainda, os ouvintes arquinimigos localizados, o dossiê dos insatisfeitos, e agora, haja pressão neles amigos!

Scroll to top