O táxi é O meio de transporte! É melhor do que todos os outros, ninguém nunca pega, quando pega se acha o endinheirado, custa uma fortuna, rende histórias, eles andam em faixas que não deveriam, praticam atos que não deveriam, tem aquele sentimentozinho de justiceiro, a camisa aberta e o cinismo de quem assiste ao chorume da sociedade pela janelinha toda cagada de pomba.
Não é a toa que eles são conhecidos como os reacionários das ruas. Assistiu Taxi Driver do Scorsese? Me pareceu realista! Todo taxista está muito próximo do personagem do filme, ou ao menos os bons, porque uma vez eu fiz uma corrida com a Vovó Mafalda e foi devagar, caro, e ela bateu o carro em um outdoor de Bingo.
O taxista é um cara importante na sociedade. Mas agora eles estão ameaçados… Seja por causa do Uber, culpa de si mesmo, do Governo, ou do preço da Gasolina (eu ouvi Governo de novo?!)
De qualquer forma os tempos são outros, é um sistema ferrado que tem que evoluir, mas onde fica o Robert de Niro com um .45 embaixo do banco? São muitas histórias que ouvirá nesse podcast!
E ouça o taxista, separe o joio do trigo, o preconceito da ira, mas ouça o taxista! Está sem ideia para o seu TCC de sociologia? Pega um táxi, e de Física Quântica, pega o táxi! Eles manjam, senão opinam, e daí apitam e ameaçam… mas traga dinheiro! Se quiser um travesti, crack, ou um boliviano da industria têxtil… traga mais dinheiro.
Seja da hora! Seja como o Michel Conejo e seja Patrão do BSC… Gente fina é outra coisa.
Duração: 60 min | Download: baixar 55MB

Deixe seu comentário abaixo ou mande um email para [email protected]

Caraca! O BBB começou semana passada e já está uma chatice?! Ou você nem sabia que já tá passando de novo, apesar dos esforços da Globo em introduzir drops do programa até na vaca do Globo Rural!?
É.. BBB é que nem verão, tem todo ano e torra o saco. Mas quem já viu um já viu todos? Será?! Há quem diga que o pessoal perdeu a mão de como fazer um bom reality show desde a invenção da TV a cores, não que isso nos impeça de vê-los.
O Bobos Sem Corte teve que ir  atrás averiguar esse fenômeno cultural, no melhor jeitinho BSC, sem dar muita importância ao tema e batendo muito… Mas convenhamos que não é tão difícil assim, nós fazemos de mente aberta.
Quem sabe seja bom pro SEO do blog no melhor oportunismo da web? Puta, mas a gente não sabe nem o número da edição, daí fica difícil… (BBB16)
Grandes tetas femininas, grandes tetas masculinas, os grandes clichês e muita baixaria leve – afinal não é A Fazenda – o Bial, com o melhor da poesia Romero Britto, é um show da família brasileira!
Para você que acha que BBB é bom, ok. Mas lembre-se que crack também é, dependendo do ponto de vista.
E mais: Quer ir pro BBB? Quer ganhar o BBB? Não fizemos isso, mas vamos ensinar você a como fazê-lo! Dicas, teorias e estrategias para vencer no BBB.
Responda: Qual integrante do BSC ganharia o BBB e por quê?
Faça como o Túlio Couto e seja Patrão do BSC, e ajude o empreendedorismo independente podcaster a sobreviver a crise. E ainda mais: espalhar a palavra.

Duração: 54 min | Download: baixar 50MB

Deixe seu comentário abaixo ou mande um email para [email protected]

Far far away, behind the word mountains, far from the countries Vokalia and Consonantia, there live the blind texts. Separated they live in Bookmarksgrove right at the coast of the Semantics, a large language ocean. A small river named Duden flows by their place and supplies it with the necessary regelialia. It is a paradisematic country, in which roasted parts of sentences fly into your mouth.

Continue reading

Far far away, behind the word mountains, far from the countries Vokalia and Consonantia, there live the blind texts. Separated they live in Bookmarksgrove right at the coast of the Semantics, a large language ocean. A small river named Duden flows by their place and supplies it with the necessary regelialia. It is a paradisematic country, in which roasted parts of sentences fly into your mouth.

Continue reading

Far far away, behind the word mountains, far from the countries Vokalia and Consonantia, there live the blind texts. Separated they live in Bookmarksgrove right at the coast of the Semantics, a large language ocean. A small river named Duden flows by their place and supplies it with the necessary regelialia. It is a paradisematic country, in which roasted parts of sentences fly into your mouth.

Continue reading

Far far away, behind the word mountains, far from the countries Vokalia and Consonantia, there live the blind texts. Separated they live in Bookmarksgrove right at the coast of the Semantics, a large language ocean. A small river named Duden flows by their place and supplies it with the necessary regelialia. It is a paradisematic country, in which roasted parts of sentences fly into your mouth.

Continue reading

Scroll to top