Vida no escritório: O trabalho enobrece?

*Por Necésio Pereira

Dias corridos aqui no escritório, hora extra já virou horário de funcionamento normal.

Uma da tarde.

Sentiu falta de algo? Um almoço? Que nada… Lanche de frios com cafezinho no fim do corredor.

Ficou apertado? Vai ao banheiro? Leva o celular põe no viva a voz e segue trabalhando, pinto na mão, som de cascata ao fundo. Bendita pedrinha de mármore em cima do mictório! Sem ela, onde poríamos o celular?

Deu dor de cabeça? Esta ouvindo uma voz de hippie ecoando ao fundo de sua mente e fazendo perguntas sobre o porquê viver em uma sociedade capitalista? Simples, aperta o botão com o smile que tem no telefone de mesa e chama o estagiário. Ele sempre vai conseguir te animar, mesmo que não faça nada, a simples presença triste e confusa dele já é um conforto,  afinal saber que tem gente pior que você gera uma espécie de sensação de gratidão…em último caso pede pra ele ir em uma farmácia  comprar um analgésico pra você.

Mas é sempre assim o ritmo de trabalho no seu escritório?  Não. Só quando meu patrão lê a biografia de algum milionário. Ai ele empolga e acelera o ritmo da produção a tal ponto que  o escritório chega a ficar com cheiro de fabrica têxtil do século XVIII.

Quando meu patrão lê a biografia de algum milionário ele empolga e acelera o ritmo da produção a tal ponto que o escritório chega a ficar com cheiro de fabrica têxtil do século XVIII.

Eu na verdade  não ligo, o pessoal da empresa me considera criativo e ai a maioria do trabalho que eu faço é mais, como posso dizer…mais  inusitado.

Só para se ter uma ideia do quão inusitado é meu trabalho, quarta-feira estava eu em um bureau de uma emissora de televisão, um verdadeiro galinheiro de mulheres loiras com pescoços pelancudos vermelhos e narizes pontiagudos tirando de suas bolsas louis vuitton, pequenos  frascos em que cheiravam um pó branco (sim, era cocaína. Sim, eram velhas ricas. Sim, isso acontecia em público no horário comercial)

O encontro com as galináceas granfinas aconteceu porque estamos fechando um contrato que envolve a veiculação de  imagens na mídia de mini entrevistas com proprietários de  uma quantia significativa  de casas, clubes e fazendas. E quando se diz que vai aparecer a casa de um ricaço na televisão,  as mulheres desses milionários simplesmente saem de seus sarcófagos e voltam a caminhar entre os vivos, é o momento de por a prataria pra fora e obrigar a empregada a usar o uniforme inglês que equivale a uma rédea de pele de caça para se cavalgar  um avestruz (eu sei essa comparação não faz sentido, mas a locona de anel verde que parecia a Hebe em seu atual estado de putrefação usou essa imagem ao se referir ao tal uniforme,  eu tinha que dividir isso com vocês)

A reunião foi boa, para lidar com esse tipo de gente basta ser educado e mostrar que é poliglota, o resto é profissionalismo e vontade de ganhar dinheiro (coisa que não me falta) .

Na quinta fizemos mais uma reunião, agora com um apresentador famoso de talk show e algumas galinhas/gralhas da reunião de quarta e as meninas que farão a produção do programa, no fundo, vai ser uma espécie de The Real Housewives só que feito para anunciar venda de  ações (juro que expliquei todo o projeto para mais de cem pessoas, vendi o dito cujo mas até agora não faço ideia do que se trata).

Conversar com mulher feia que se veste de menina de treze anos e usa perfume que de tão forte dá barato

Com esse ritmo de trabalho é claro que minha vida pessoal esta uma merda. O único encontro que eu tinha marcado a duras penas depois de semanas, trocando e-mails, telefonemas e até um rápido “oi” durante o deslocamento das massas de carros e buzinas não aconteceu.

Tive que desmarcar três horas antes e é lógico que a maneira compreensiva com que ela aceitou o bolo foi um tapa na minha cara, essa não comerei nunca!

Agora há pouco o chefe veio puxar conversa, sentou com meia bunda na minha mesa e perguntou sem cerimonia se eu gostava de mulheres mais velhas…pensei um pouco, lembrei da Janaina de 27 anos que me ensinou a beijar de língua quando eu tinha 13 e respondi que sim, que gostava de mulheres mais velhas!

– Ótimo!  A filha da ex mulher do Comandante Farias , disse que te achou lindo, ficou muito impressionado com você na reunião de quarta. Não seria nada ruim se nesse fim de semana fossemos para o litoral. E fica tranquilo não vai ser igual daquela vez em Angra, juro que dessa vez vou ficar atento aos seus sinais, se você não estiver gostando dou um jeito de te salvar.

– Jura?

– Juro.

Pronto! Final de semana TRABALHANDO! O inusitado do meu trabalho deveria ser regulamentado por lei, deveria ter uma tabela.

Lidar com carência de gente rica-  X reais

Fazer de conta que não entendo que meu patrão esta me prostituindo –  2X reais

Conversar com mulher feia que se veste de menina de treze anos e usa perfume que de tão forte dá barato – 5X reais

Comer aqueles patês de queijo podre – 10X reais ( odeio aquilo)

Opa! São dez da noite e o escritório está bombando, dizem que o japonês da contabilidade pediu pizza pra todo mundo, vou correr lá senão só sobra  duas fatias…

e de aliche!

Scroll to top