Variedades,
67 MIN

BSC#272 – A inevitável arte da decoração

fevereiro 01, 2018

Não importa quem você seja… Uma socialite de carteira cheia ou mesmo um bruto homem porco, dono de funilaria, com posters da Cláudia Ohana nas paredes e as calças cheias de óleo. Um dia você vai ter que decorar.
Você sabe que aquela pocilga se encherá de graxa tão rápido quanto possível, mas você vai ter que escolher as louças do banheiro, você vai ter que combinar com os azulejos, vai colocar assim, qualquer cor? E o rejunte?! O mais barato? E o piso? Vai colocar o azulejo no chão mesmo, ou melhor, o piso na parede?! Aquele maravilhoso estilo “banheiro de posto de conveniência”. Industrial, credo!
Você vai ter que comprar uns móveis, eles vão durar, melhor pensar… Umas cadeiras, algo pra empilhar, quem sabe uma bacia bem grande onde seus 5 cães Fila irão comer. Mas de que cor?! A mais barata de novo?! Nada está cabendo no seu apertamento de 40m², vai ter que dispor esse móveis ali pra caber tudo. Sim, você está decorando. Você é um designer de interiores!
E na era atual existem muitas opções de qualquer coisa. Qualquer tipo de cor, em qualquer tipo de textura, em qualquer material. Até os gabinetes de PC têm LEDs e frufrus, para quê?! Só porque têm rodinhas se acha o Fast and Furious, aquele i5 meia boca ostensivo…
Decorações de Motéis: um desafio etimológico ao bom senso. Obras de artes com materiais inapropriados e anti higiênicos. O BSC termina sempre no Motel… Saiba o que Marcão Nascimento faz nas quatro paredes de um quarto e pasmem com quem… E ainda: Os defeitos da mansão erguida de Norminha. Os adventos tecnológicos fazem os banheiros progredirem ou regredirem, afinal? Um debate sobre os exaustores levando os maus ventos, versos, a importância das janelas.
Programa para você que folheia a Casa e Construção no banheiro das visitas, pensando: podia ter umas piadas do Chico Bento aqui. E ainda: Heitor Okimura é odiado pelos ouvintes! A pedra que nos segura, enfim a justiça será feita.

Scroll to top