Não tem como escapar do assunto. Quando chega dezembro, começamos a falar de Ana Carolina, Roberto Carlos e até do jovenzinho que é importante para a religião cristã. Faremos como o nosso país: não lembraremos de ninguém que não compartilha das idéias do Natal segundo a moral cristã, ao mesmo tempo que também esquecemos da moral cristã para lembrar apenas do Papai Noel.

Bom, vamos então às frases que captamos para nosso especial de Natal:

“É uma época boa. A gente recebe os parentes, come a ceia”, afirmou Dona Matilde, dona de casa, sobre o Natal e seus significados.

“Fico feliz de trazer a felicidade para todos. Nada mais me importa”, disse Papai Noel, protagonista das festividades de fim de ano.

“O trabalho é muito gratificante. Nem parece trabalho hihihihi”, atestou a rena Rudolph acerca de seu trabalho a frente da carruagem do bom velhinho.

Explica ai pra gente, Dona Marocas.

professora-Dona-Marocas-Mauricio-de-Sousa-Bobos-sem-Corte

“A gente gasta bastante, né. Mas tem que fazer a ceia como Papai Noel fez”, afirmou Dona Matilde, dona de casa, sobre o Natal e seus significados.

“Tenho que usar o lema da Coca em toda entrevista, agora”, disse Papai Noel, protagonista das festividades de fim de ano.

“Tenta puxar o gordão pelo mundo inteiro, ouvir a mesma frase do início ao fim e não levar crédito por nada”, atestou a rena Rudolph acerca de seu trabalho a frente da carruagem do bom velhinho.

Um feliz Natal e até a próxima!

Não vamos tomar muito tempo comentando sobre o fato de que a Disney tentou emplacar um “Avatar” de qualidade duvidosa, nem sobre o roteiro capenga que joga um super-tarzã-conan-escorpião-rei no meio de Marte para lutar com monstros criados com sobras de CG do Senhor dos Aneis e Star Wars episódio 1.

Fato é que, por culpa sua ou não, a carreira de Andrew Santon depois de sucessos com a Pixar, foi marcada no seu primeiro live action: 173 milhões de reais em prejuízo pra Disney podem muito bem justificar a escolha de pior filme do ano. Os números não mentem!

Com as tradicionais dancinhas bollywoodianas e takes de videoclipes manjados desde 1990 o Prêmio Piores do Ano BSC na categoria Videoclipe vai para “Dhadang Dhang”  de Rowdy Rathore.  Detalhe pra cena aos 1m:45s que empolga pela edição em cima da batida da música… um clássico dos videoclipes ruins!

Scroll to top