Categoria: Datas especiais

Não tem como dizer que não se trata de uma data especial. Após uma vida inteira de árdua batalha escolar, chatices, bullying, aprendizados inúteis, professores cretinos e um sistema falido, se livrar disso tudo realmente merece uma celebração.
Roupas bonitas, cabelos cheios de voltas, valsas cheias de pisadelas e discursos chatos. Todo mundo vai ficar bêbado (inclusive a sua vó) todo mundo vai pular (inclusive a dentadura da sua vó)
A última chance escolar de você pegar alguém épico, afinal, escalhada como é não arrumou acompanhante, seu pai também não veio né? Vai ter que dançar com o tio de algum menino de outra cor.
E a volta de Pri Castello Branco ao BSC, com toda a sua exuberância e xucrice feminina, a boca dela desbancou Daniella Cicarelli e é a nossa oradora escolhida!

Mãos grudentas, apego pelo açúcar, expectativas baixas e nariz escorrendo, todo mundo já foi criança um dia.
E a rotina de uma criança pode ser pior do que a vida de um empregado CLT… Desenho educativo, escola, brócolis com fígado, dia após dia, segunda, terça, domingo. O que o seus pais não te apresentam, você nem sabe que existe, todos vivíamos em uma bolha.
Mas os feriados existem, e festas acontecem. Festas surgem como um dia de liberdade, um dia de direitos e não de deveres, um dia para comer o quiser, fazer o que quiser, ser paparicado, ter seus desejos atendidos. Um dia de pecado.
Na repetitiva e possivelmente tediosa vida da criança, a espera de datas pequenas as tornam grandes eventos, como uma luzinha no fim do túnel que diz em neon: PRESENTES! Agora, presentes também pode significar roupa, e não adianta sorrir ao apertar, que também pode ser cueca.
Grandes coisas ocorrem nesses grandes eventos mirins, um evento sem quinas e com muita supervisão, mas que nem por isso acaba sem meia dúzia chorar.
Mas os pais de hoje em dia perderam a razão e o bom senso, as festas infantis têm cerveja artesanal sem álcool e rapel, se antes era um dia de pecado, aniversário agora virou dia de Adriano.

Os anos 90… Saudosos e ultrapassados anos 90, uma década que quem viveu já está com saudades… Não porque tenha sido ótimo, ou especial, ou mesmo bom.
Apenas porque já foi há muito tempo e mesmo coisas ruins nos deixam com saudade, quando a gente esquece o quão ruim elas erram…
Uma década com muitos méritos, como a falta de atenção dos pais, da TV, das autoridades, e o início de uma guerra sem fim que terminaria décadas mais tarde na total erradicação dos pêlos pubianos.
Uma década antes do politicamente correto, onde mamilos escapavam às 14h do almoço de Domingo, Freddy Kruger esquartejava menores às 15h, e no meio ainda haviam
comerciais sucessos que faziam bullying das crianças que não possuíssem a tesoura ostentação certa. Isso para não dizer nos clássicos da Disney e suas mensagens subliminares… que também envolviam mamilos secretos.
E falando em segredos, os jogos que abririam as portas para o milionário mercado de videogames se estabelecer, as revistas da época e as músicas – pagodes ou não – que invadiram nosso cerebelo para a eternidade. Um verdadeiro show gravado em videocassete!
E mais: saiba qual celebridade poderia ter sido pai de Di Cardoso, e ainda porque Thiago Zap mesmo pobre sempre será rico.

Com: Raoni Nicolai, Norman Novaes, Marcão Nascimento, Heitor Okimura, Priscila Castello Branco, Thiago Zap

É difícil não tocar no assunto, tinha que ter uma maldita retrospectiva. Não é todo ano que há pano pra manga como houve em 2016. Que aninho heim?! Altas tragédias, várias coisas ruins, crises, nhacas, PIB negativaço, política tristeza… Mas teve pagode! É Brasil sempre tem pagode, teve Olimpíada, teve gringo mijando em Copa, saravá dendê é nóis! Rebola meu povo! Rebola meu povo que é Hora do Saldo, do balancete do ano, e como tem juros comendo gente…
Pro BSC 2016 também não foi fraco não, pra quem gosta de emoções, viva o Rei Roberto Carlos, que ainda sobrevive para censurar obras… A gente quer mesmo é 2017 moleza, sombrinha e birita pra esse fodido povo brasileiro!
É hora de unir o Brasil! Programa Família BSC com Velha Guarda, mesa cheia garantida fazendo a sua retrospectiva moleque, e agora também menina (se é que é isso que Pri Castello Branco é) Uma retrospectiva do seu jeito, não falando de coisa ruim e só falando mal de coisa boa… É pra encher o elevador de boas lembranças.
Algumas coisas vêm em vão, mas nada é por acaso. E no programa 216: Retrospectiva 2016! O que virá de 2017?! Tem palhinha sobre novos integrantes, a lista não pára! Pra que isso gente?? Mas tem necessidade?!
Pulou ondinha sua feia?! Bora que é ano sim! Patreon e Apoia.se BSC

Duração: 70 min | Download: baixar 63MB

Deixe seu comentário abaixo ou mande um email para [email protected]

Com: Raoni Nicolai, Norman Novaes, Marcão Nascimento, Heitor Okimura, Priscila Castello Branco, Thiago Zap

As festas de fim de ano chegaram! Enfim, o fim! Chega 2017, ao menos para nos iludir até Maio ao menos…
É época de festa, é época de mesa cheia no BSC! Marcão Nascimento e Norman Novaes, amigos de infância se revém após um ano conturbado e cheio de reviravoltas com muitos integrantes, visitas e adeus.
Quando chega o Natal você já sabe… vem também muita coisa ruim, como o fim do décimo terceiro, as lembrancinhas que acumulam pó, família, um maldito ano novo e muita ilusão e falsidade.
Afinal essa é a época mais crítica do ano, o momento paradoxal em que as promessas de renovação se misturam com as tradicionais milenares e entediantes. Quem vencerá? A força de vontade ou a piadinha do pavê?!
E para apelar e começar o ano com pé direito, vale mesmo de tudo! Lentilha, romã, yemanjá, despacho, vender a alma pro capeta, conversar com anjo, pular ondinha, ver show do rei, tirar zica e assim vai…
Saiba tudo sobre Amigo Secreto, a brincadeira mais revoltante da firma. Por que brincar? Qual o pior presente? Qual a pior modalidade? São muitas!

Duração: 59 min | Download: baixar 54MB

Deixe seu comentário abaixo ou mande um email para [email protected]

Sim, é o fimAo menos para este membro do grupo, o fim, doce ou amargo, fim.
Nós os garotos do suspense já preferimos esclarecer de saída, o membro fundador do Bobos Sem Corte, Dier Marinho está definitivamente fora do Bobos Sem Corte e do BSC Podcast! Por quê?! Isto é que não está claro… Mas tanto faz.
Nesse podcast um tanto comemorativo, o BSC alcança a incrível marca de 200 programas e contando! E haja semana! Marca para poucos o BSC ainda cumpre com rigor seus lançamentos semanais, e quem se recordar do contrário, que atire a primeira pedra em chamas… No Dier.
E para comemorar o fim de um ciclo, dalhe o fim de um menino… Memórias, lembranças, saudades, mágoas, batalhas e beicinhos. Para lavar a alma e colocar uma pedra no assunto! Rumo a uma nova Era! Por Toda Minha Vida: Dier Marinho!
Mas e agora afinal, o que será do BSC e como será?! Ahh…. aguarde…. Obrigado ouvintes, haters, zé povinho e Eduardo Cunha… Muita coisa virá, quem viver verá.

Duração: 79 min | Download: baixar 74MB

Deixe seu comentário abaixo ou mande um email para [email protected]

Scroll to top