Com: Raoni Nicolai, Norman Novaes, Marcão Nascimento, Heitor Okimura, Priscila Castello Branco, Thiago Zap

É difícil não tocar no assunto, tinha que ter uma maldita retrospectiva. Não é todo ano que há pano pra manga como houve em 2016. Que aninho heim?! Altas tragédias, várias coisas ruins, crises, nhacas, PIB negativaço, política tristeza… Mas teve pagode! É Brasil sempre tem pagode, teve Olimpíada, teve gringo mijando em Copa, saravá dendê é nóis! Rebola meu povo! Rebola meu povo que é Hora do Saldo, do balancete do ano, e como tem juros comendo gente…
Pro BSC 2016 também não foi fraco não, pra quem gosta de emoções, viva o Rei Roberto Carlos, que ainda sobrevive para censurar obras… A gente quer mesmo é 2017 moleza, sombrinha e birita pra esse fodido povo brasileiro!
É hora de unir o Brasil! Programa Família BSC com Velha Guarda, mesa cheia garantida fazendo a sua retrospectiva moleque, e agora também menina (se é que é isso que Pri Castello Branco é) Uma retrospectiva do seu jeito, não falando de coisa ruim e só falando mal de coisa boa… É pra encher o elevador de boas lembranças.
Algumas coisas vêm em vão, mas nada é por acaso. E no programa 216: Retrospectiva 2016! O que virá de 2017?! Tem palhinha sobre novos integrantes, a lista não pára! Pra que isso gente?? Mas tem necessidade?!
Pulou ondinha sua feia?! Bora que é ano sim! Patreon e Apoia.se BSC

Duração: 70 min | Download: baixar 63MB

Deixe seu comentário abaixo ou mande um email para [email protected]

Tirou uma nota show no ENEM?! Fez aquela redação top 10 sobre a violência contra as mulheres?! Ok, você entende o sistema, agora para de bater na sua mãe e comemora, pois você talvez tenha passado na Faculdade… Mas comemore depois de ter certeza absoluta tá? Confere seu nome 10 vezes, todo mundo faz isso… É bom para acreditar e enche o peito!
Mas pensa que agora a vida será fácil, certo?! ERRADO! Você vai odiar seu curso, e mais um monte de coisas que nós nem vamos falar, porque nós do BSC alto-astral 2016, como bons leitores de Paulo Coelho que somos – por que não cai no vestibular!? – falaremos sobre uma das melhores coisas sobre entrar na Faculdade! Os trotes!!
Tá com receio? Não o culpamos não! Mas com mais essa quase-semi-pseudo-cartilha do BSC, contando as nossas próprias experiências mais cases de sucessos e fracassos, você vai ver que tudo isso é feito para você se divertir, claro… Sem moderação você poder morrer? Pode! Aconteceu algumas vezes… E é por isso mesmo que é bom saber o que há por vir. Afinal, se você não conhece o gosto da cachaça, não saberá seus limites da cachaça.
Têm de tudo, de diversão a humilhação, e também um pouquinho de sofrimento físico e psicológico, as vezes… Tem coisa que não pode deixar, mas veja os veteranos como inevitáveis soldados da razão, prontos para trazer você, calouro feliz que se acha o pica do Cursinho, para a dura realidade da vida adulta! É muita pinga barata, tinta guache que mancha e  maquininha que corta saco cortando cabelo.
E lembre-se: Quem não aceita trote nunca vai aceitar o mundo corporativo. Já vai aprendendo a falar: “Sim Senhor! Não Senhor” a seus ignóbiles e inquestionáveis superiores… Ou talvez você não faça amigos e se encaminhe para o funcionalismo público, é uma saída! Mas a última coisa que você quer agora, é pensar que um dia você poderá voltar para um maldito cursinho.
E lembre-se também: Patreon. Você sabe do que eu to falando!

Duração: 54 min | Download: baixar 50MB

Deixe seu comentário abaixo ou mande um email para [email protected]

Eita! O pessoal vai envelhecendo e já começa esse papo estranho de casamento… Quem diria, até parece que foi ontem que fizemos aquele programinha sobre solteiros que causou tanto furor, teve até relacionamento se desfazendo POR CAUSA da gravação…
A galera na época ainda estava na correria da ousadia, mas e agora? O BSC pede colinho e o conforto final? Será?! É final mesmo?!
A verdade é que para quase todos chega aquela hora em que ficar largado, sozinho no mundo, já não parece mais tão divertido, e daí a vontade de se ajuntar as escovas de dente surge de repente, como a promessa de algo especial e salvador (mesmo que no final só resulte na proliferação de bactérias e outras porcarias – mas já basta o choque do casamento, deixemos as crianças pra outra ocasião.)
Fato que a maioria das muitas razões para se casar, ainda envolve o “aparecimento” de barrigas – seja no homem ou seja na mulher – mas no final, o que importa ainda é o bom e velho amor… Até porque transar, ninguém vai tá transando há tempos.
TIME DE PESO: Para somar o time de entendidos no casório e na piada, recebemos o humorero comediero e casado Rominho Braga, além da volta de Osmar Campbell, e a sua jovem cônjuge Mary Lessa, a eterna Julie, de Julie & Os Fantasmas. Isso mesmo 3 convidados! Não um, não dois, não zero… Mas 3 convidados!
ligando agora assinando à QUALQUER HORA o Patreon do BSC você também nos ajuda à quem sabe trazer 20 convidados de uma só vez. Já pensou? 20!! Mas isso só se arrecadarmos uma fortuna!

Duração: 56 min | Download: baixar 52MB

Deixe seu comentário abaixo ou mande um email para [email protected]

*POR HENRIQUE OLIVEIRA LAURENTINO

Era noite de lua minguante.
Ele sempre preferiu os momentos onde tudo era mais escuro. Quando havia bastante luz ele não conseguia enxergar bem. Nunca descobriu o motivo disso!
Aquele cheiro fétido muito o agradava. Hábitos!!! Descobrira que aquele forte odor afastava a todos.
Diferente de sua visão, sempre conseguia perceber muito bem quaisquer fragrâncias. Algumas despertavam nele um instinto animal, quase irracional.
Tornou-se um selvagem com o passar dos tempos. Não se permitia nenhum sentimento parecido com afeto, por mínimo que fosse.
Muitas pessoas já haviam tentado estabelecer um diálogo, uma conversa, um simples contato. Contudo, ele sempre as rechaçava com suas grosserias, seus gritos, seus berros!
Mas, um dia, Carla, que sempre o olhava de longe, resolveu tentar extraí-lo daquele mundo tão triste, tão soturno. Ele não quis. E, quando notou que ela insistiria, saiu de perto dela, correndo, com o coração aos pulos.
Não permitiria que seu coração fosse quebrado novamente. “Todos são iguais! Fingem gostar de você, mas, quando menos se espera, te viram o rosto, te xingam…”, pensou naquele momento.
Algumas horas depois voltou a aquele lugar onde passara os últimos anos. A rua nunca foi uma boa mãe! Comia o que conseguia pegar. Não era fácil. Não era o único naquele lugar, naquelas condições.
Dormiu! De barriga vazia! Aquela fuga fez com que perdesse a comidinha da noite que ele pegava na lixeira do restaurante do bairro.
Amanheceu! Acordou faminto! Levantou para procurar comida, mas estava bastante tonto. E sua visão ruim não ajudava. Ninguém notou que ele estava cambaleando. Tampouco perceberam que ele desmaiara de fome.
Carla, que não dormira bem pensando nele, na sua fuga, resolveu levar alguma comida para ele e seus amigos.
Ainda ao longe, estranhou vê-lo deitado naquela hora da manhã, naquele lugar já próximo aos carros que passavam ferozes. Aumentou o passo e chegou até mesmo a correr para ver se estava tudo bem.
Tentou acordá-lo, mas ele não reagiu. Tentou fazê-lo comer. Nada. Pegou água que ela levava em sua garrafinha para trabalhar. Deu aos poucos tomando cuidado para que ele não engasgasse. Ele acordou num salto, mas estava fraco. Mal conseguia se mexer. Bebeu mais água. Conseguiu comer aos poucos. Parecia melhor! É impressionante como cães se recuperam rápido.
Mesmo com ele latindo em alguns momentos, já conseguira fazer um pouco de carinho e o levou ao veterinário. Naquele dia não foi trabalhar. Levou uma advertência por faltar, mas Carla ainda acredita que valeu a pena.
Hoje em dia, Platão está bonito, com o pelo macio e a recebe diariamente com uma bela lambida que vai do queixo até próximo aos olhos. Ela sempre faz: Eca! E retribui com um beijinho no focinho. Aí é a vez dele dar um espirrinho. Ela sorri. Coloca seu amigo mais precioso no colo e, sentindo as pancadinhas no braço ocasionadas pela cauda dele, dá um beijo no marido e pergunta, com um grande sorriso nos lábios, como foi o dia de ambos, quais dores passaram!

Justin Bieber veio ao Brasil, foi embora semana passada e deixou um rastro de pequenas cagadas que vão marcar sua estada em nosso querido país (e aparentemente vai ser a última visita, já que o meninão falou que não vai voltar mais pra cá).

O baby baby baby ohhhhh atrasou bastante seu show em São Paulo, e no final levou uma garrafada (desnecessária) vindo do público, terminando a apresentação antes do previsto.

Depois, foi pra cachorrada em balada erótica no Rio de Janeiro, fez papelzinho e saiu da festa com o corpo inteiro enrolado num lençol, parecendo um presunto. Além disso, também resolveu grafitar uma parede alheia na capital carioca, e foi flagrado pelos paparazzi que estavam de folga dos atores globais.

Mas a melhor cena do menino imberbe foi protagonizado durante seu sono. Bieber foi filmado no hotel por ele, o trintão com cara de cinquenta, o despojado, o Rei:

hahahahahahahahahahaahahahahaha

Scroll to top